Me formei! Como entrar no mercado de trabalho?

Está à procura da vaga de emprego ideal? Acabou de formar, mas não possui experiência no mercado?

Se você acabou de receber o seu diploma e sonha em conquistar aquela vaga ideal. Nós podemos te ajudar, por meio de dicas práticas que podem te ajudar a ingressar no mercado de trabalho. Veja a seguir!

O como entrar no mercado de trabalho?


Tenha foco
Estabeleça um objetivo claro, que possa lhe manter animado durante o seu período em busca de uma colocação no mercado. Busque analisar quais são os seus principais objetivos profissionais como por exemplo empresas que gostaria de trabalhar, tipo de regime e carga horária.

Mantenha-se atualizado
Fazer uma pós-graduação pode ajudar o profissional a dar um up em seu currículo, contudo os cursos livros também podem agregar em sua profissão.

Neste primeiro momento é normal sentir medo, por não possuir muita experiência, por isso se torna tão importante sair de sua zona de conforto e também conhecer quais são as principais oportunidades no mercado.

Preste atenção ao seu currículo
O seu currículo profissional é como um cartão de visita e através dele os recrutadores de uma empresa terão a primeira impressão do profissional. Portanto, preste bastante atenção ao elaborar o seu currículo, revise a grafia do texto escrito a fim de encontrar erros de gramática e ou de digitação.

Formate todas as informações de forma que elas estejam dispostas de forma clara e objetiva, destaque sempre sua formação acadêmica e as qualificações mais relevantes.

Construa boas relações profissionais
Quando falamos de boas relações profissionais, falamos do famoso networking. Construir bons relacionamento profissional é se tornar uma ferramenta fundamental na busca de boas colocações no mercado.

Atualmente, as redes sociais influenciam de maneira positiva a construção dessas novas relações e contato direto com os profissionais de sua mesma área.

Aproveite os programas de estágios
Os programas de estágios são excelentes maneiras do profissional aprenda novas habilidade além de poder praticar tudo aquilo que ele vem estudado. Muitas empresas, oferecem oportunidade de crescimento e efetivação após o término de contrato.

Contudo, mesmo que não haja está opção, poder desenvolver um trabalho contribuirá para o aperfeiçoamento de seu perfil profissional além de lhe ajudar em futuras seleções e oportunidades de mercado.

Participe de programas de trainees
Um ponto favor dos recém-formados são os programas de trainees oferecidos por diversas empresas que visam contratar jovens profissionais que acabaram de sair da faculdade para treiná-los.

Está é uma ótima oportunidade que contribui para o desenvolvimento do profissional, direcionando o recém-formados possibilidades de conhecimento em vários setores de uma empresa, conhecendo assim diversas oportunidades na qual ele poderá ter afinidade e desenvolver melhor.

Além disso, você poderá ser orientado por grandes líderes e aprender na prática tudo que aprendeu na academia.

Trace planos para o seu futuro
Logos após você ter definido o seu foco, será necessário elaborar estratégias que contribuam na conquista de seus objetivos. Entretanto tenha em mente que este cenário ideal pode sempre mudar e por isso trace planos a curto, médio e longo prazo.

Mesmo diante das diversidades e dificuldades de ingressar no mercado mantenha-se fiel aos seus sonhos e persiga sempre as suas metas.

Geralmente os recrutadores perguntam quais são os seus planos para a sua carreira e futuro profissional e quando você possui está resposta já definida, acaba conseguindo conquistar mais pontos a seu favor.

Outra diferença pontual é a Previdência Social, caso o trabalhador PJ precise se afastar por problemas de saúde, este por sua vez não possui direito ao auxílio-doença, ao contrário do regime da CLT que assegura o salário do trabalhador durante o período que estiver afastado.

Quais as formas de trabalhar como PJ?
São várias as opções para o profissional que deseja se tornar PJ. Preparamos para você as principais situações, são elas:

Freelancer
O profissional que optar por trabalhar como freelancer irá trabalhar de maneira autônoma, prestando serviços de maneira pontuais para terceiros.

Profissionais autônomos
Os profissionais autônomos trabalham por conta própria, não estabelecendo vínculos com empresas e empregadores.

Profissionais Liberais
Estes profissionais, normalmente trabalham para o próprio negócio ou para terceiros. Contudo, ao contrário do profissional autônomo, este possui vínculo empregatícios com uma empresa.

Para todos os casos acima, quando os seus recebimentos são realizados de forma Pessoa Física, estarão sujeitos à tributação pelo Imposto de Renda que vai de 7,5% a 27,5%, mais o recolhimento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Opte por trabalhar como prestador de serviço.

Gostou deste artigo? Então você não pode perder: Como iniciar o seu negócio digital de forma estruturada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.